PARCEIROS

Você está aqui: HomeA Rede

A Rede

  A Rede de Cooperação Sul-Sul entre Países de Língua Portuguesa sobre Educação de Jovens e Adultos (EJA) é um espaço de articulação internacional governamental, criada em 2006, durante a I Oficina de Cooperação Sul-Sul sobre EJA, em Brasília, Brasil. A Rede hoje é formada por oito países: Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

  Apoiada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – UNESCO, a Rede busca estabelecer relações de intercâmbio e cooperação internacional obedecendo às demandas dos países membros. Desde sua criação, foram realizadas outras quatro Oficinas, momentos de construção coletiva de soluções para problemas comuns entre esses países, respeitando os princípios da soberania, solidariedade e respeito à diversidade cultural.

  A Rede é referenciada pelas metas do Educação Para Todos, dos Objetivos do Milênio, da Década das Nações Unidas para Alfabetização e do Marco de Ação de Belém. São parceiras da Rede a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Cooperação Técnica Alemã (GTZ), Cooperação Internacional Alemã para Educação de Jovens e Adultos (DVV) e Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECDI).

Sobre Rede SulSul

     A Rede de Cooperação Sul-Sul entre Países de Língua Portuguesa sobre Educação de Jovens e Adultos (EJA) é um espaço de articulação internacional governamental, criada em 2006, entre países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).  Com laços fortalecidos pelo idioma, cruzamentos históricos e culturas, a Rede Sul-Sul  acredita na troca de experiências , ideias e práticas inovadoras para o enfrentamento aos desafios da Educação de Jovens e Adultos.
     A Rede de Cooperação Sul-Sul atua respeitando compromissos internacionais consubstanciados nas Metas do Milênio, nos objetivos da iniciativa de Educação para Todos, na Declaração de Hamburgo da V Confintea e na Década das Nações Unidas para a Alfabetização.