PARCEIROS

Você está aqui: HomeA RedeReferenciais

Referenciais

Educação para Todos

A Declaração Mundial Educação para Todos: Satisfação das Necessidades Básicas é um documento elaborado pelos participantes da Conferência Mundial sobre Educação para Todos, realizada em Jomtien, na Tailândia, em 1990. Tem como sua maior diretriz a Declaração Universal dos Direitos Humanos, onde se determina que “toda pessoa tem direito à educação”.

A Declaração Mundial Educação para Todos foi  construída a partir de um novo contexto mundial onde se percebia um autêntico progresso rumo à paz e de um maior cooperativismo entre nações.

 

Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio são um compromisso firmado no ano 2000 por 189 nações para o cumprimento de oito metas consideradas fundamentais para o desenvolvimento humano. Dentre eles, garantir o acesso ao ensino básico universal.  No Brasil, os dados mais recentes são de 2008 e apontam que 94,9% de crianças de 7 a 14 estão matriculadas no ensino fundamental. No Mundo, também houve progressos. Entre 1999 e 2008, as matrículas aumentaram 18 % na África Subsaariana, 11% no Sul da Ásia e 8% na África do Norte.

Década das Nações Unidas para a Alfabetização

Liderada pela UNESCO, a Década compreende o período entre 2003 e 2012 e tem como objetivos aumentar os níveis de alfabetismo e empoderar todas as pessoas em todos os lugares. Tem como referência as meta do Educação para Todos de aumentar em 50% o nível de alfabetismo e dos Objetivos do Milênio de erradicar a pobreza.

Marco de Ação de Belém

Documento assinado na Sexta Conferência Internacional de Educação de Jovens e Adultos – VI CONFINTEA, realizada em Belém, no Pará, em 2009, o Marco de Ação de Belém traz recomendações e considerações para uma educação de jovens e adultos mais inclusiva e equitativa.

Dividido em sete eixos, o Marco de Ação de Belém é fruto de um processo de mobilização e participação internacional que contou com 144 países membros da UNESCO, que o tem como norteador para o aproveitamento do poder e do potencial da aprendizagem na busca de um futuro viável para todos.

Sobre Rede SulSul

     A Rede de Cooperação Sul-Sul entre Países de Língua Portuguesa sobre Educação de Jovens e Adultos (EJA) é um espaço de articulação internacional governamental, criada em 2006, entre países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).  Com laços fortalecidos pelo idioma, cruzamentos históricos e culturas, a Rede Sul-Sul  acredita na troca de experiências , ideias e práticas inovadoras para o enfrentamento aos desafios da Educação de Jovens e Adultos.
     A Rede de Cooperação Sul-Sul atua respeitando compromissos internacionais consubstanciados nas Metas do Milênio, nos objetivos da iniciativa de Educação para Todos, na Declaração de Hamburgo da V Confintea e na Década das Nações Unidas para a Alfabetização.