PARCEIROS

Você está aqui: HomeCPLPCooperação Educacional

Cooperação Educacional

Com objetivo de produzir impactos positivos sobre populações, alterar e elevar níveis de vida, modificar realidades, promover o crescimento sustentável e contribuir para o desenvolvimento social, os representantes dos ministérios da educação dos países participantes da oficina sobre educação de jovens e adultos nos países de língua portuguesa estabelecem as seguintes diretrizes para efetivar a cooperação Sul-Sul:

• Superação da visão tradicional de cooperação, baseada em políticas de assistência, em que o doador “mostra compaixão e apresenta soluções”, geralmente por meio do estabelecimento de relações verticalizadas, que reproduzem mecanismos e práticas desiguais e assimétricas no curso dos processos de desenvolvimento econômico  e social entre as diferentes nações. Além disso, tais percursos também podem, em muitos casos, prejudicar a apropriação, pelos diversos grupos sociais, dos resultados e benefícios de muitos desses processos.

• Estímulo ao desenvolvimento de interesses solidários, respeitando as distintas trajetórias dos países, as informações oriundas das realidades locais, o acúmulo de experiências e o reconhecimento de expertises.

• Promoção da troca de experiências de modo horizontal, formando uma rede de cooperação que, a partir da língua portuguesa, construa identidades e proximidades, reconhecendo e contemplando a diversidade lingüística e cultural. A cooperação deve, portanto, ter por princípio orientador a diversidade e seu potencial criativo.

• Consolidação de um modelo de cooperação em rede, a partir de necessidades, interesses, demandas e desejos dos países envolvidos, que possa ser traduzido em um avanço na integração dos povos e nações, buscando soluções conjuntas para problemas compartilhados.

• Ruptura com modelos de cooperação pontuais, que passam pelos países sem fortalecer seus próprios sistemas e instituições educativas.

• Buscar transcender o horizonte econômico. Na sociedade do conhecimento, a cooperação tem que focalizar desde a educação básica até o ensino superior, passando pelas novas tecnologias da informação, a educação profissional, o intercâmbio entre as universidades, a educação não-formal e a educação continuada e ao longo de toda a vida.

• Contribuir para o adensamento das relações entre os países, para a ampliação dos seus intercâmbios, geração, disseminação e utilização de conhecimentos técnicos, capacitação de seus recursos humanos e para o fortalecimento de suas instituições no âmbito da educação de jovens e adultos.

Sobre Rede SulSul

     A Rede de Cooperação Sul-Sul entre Países de Língua Portuguesa sobre Educação de Jovens e Adultos (EJA) é um espaço de articulação internacional governamental, criada em 2006, entre países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).  Com laços fortalecidos pelo idioma, cruzamentos históricos e culturas, a Rede Sul-Sul  acredita na troca de experiências , ideias e práticas inovadoras para o enfrentamento aos desafios da Educação de Jovens e Adultos.
     A Rede de Cooperação Sul-Sul atua respeitando compromissos internacionais consubstanciados nas Metas do Milênio, nos objetivos da iniciativa de Educação para Todos, na Declaração de Hamburgo da V Confintea e na Década das Nações Unidas para a Alfabetização.